Chegou a vez do grupo G, olho nos coadjuvantes

Comentarios

Alemanha e Portugal surgem como protagonistas, mas EUA e Gana prometem incomodar


A tricampeã do mundo carrega mais uma vez o peso de estar entre os favoritos. A Alemanha parece estar pronta, mas sempre que aparenta estar madura, algo dá errado. A nationalelf esteve no pódio nas três últimas Copas, e duas últimas Eurocopas. Nem por isso, a seleção é pressionada ou o projeto é em vão. Reus, Gundogan e Sven Bender são nomes que farão falta na luta pelo tetra. Joachim Löw deve inovar na escalação, com 4 zagueiros em campo.

Do outro lado, os portugueses que um dia depositaram sua confiança em Eusébio, que levou a seleção até o terceiro lugar em 1966, hoje, Cristiano Ronaldo é o nome em que a terrinha espera gols e belos lances. Por mais que o craque do Real Madrid seja a grande estrela, Pepe vem de ótima temporada, João Moutinho é um ótimo armador, irão auxiliar o gajo em busca da conquista inédita.

Os lusitanos devem pressionar a saída de bola dos adversários, que não terão tanta qualidade jogando com quatro zagueiros, mas com cautela. Caso os alemães avançem sobre a marcação portuguesa, o poderio ofensivo pode dar trabalho. Os laterais que não sobem com tanta frequência, e os dois volantes de contenção serão peças importantes na defesa. Nani e Cristiano Ronaldo serão as válvulas de escape, para tentar furar o bloqueio adversário. A Alemanha vai encontrar um time fechado, que vai tentar explorar o contra golpe. Usar e abusar da posse de bola, com as peças refinadas do meio-campo, que terá liberdade para jogar, sem muitas preocupações defensivas, será uma das armas da Alemanha.

Abaixo, as prováveis escalações de Alemanha e Portugal, que se enfrentam na Arena Fonte Nova em Salvador, as 13h00.

Alemanha: Neuer; Boateng, Mertesacker, Hummels, (Howedes) Durm; Lahm (Khedira), Kroos, Muller, Özil, Götze; Klose.
Técnico: Joachim Löw

Portugal: Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Bruno Alves, Coentrão; Raul Meireles, Veloso; Nani, João Moutinho, C.Ronaldo; Hugo Almeida
Técnico: Paulo Bento

O grupo G da Copa, tem um bom nível técnico. Além dos protagonistas, Gana e EUA tentarão surpreender seus adversários. Uma vitória no duelo direto, mantém o vencedor na briga pela classificação.

A seleção africana chegou nas quartas de final do último mundial, com a agilidade e rapidez que são características das equipes do continente, e contando com a boa fase de jogadores como Essien, Muntari e Boateng que hoje não estão em um bom momento, mas são os grandes nomes do time. A correria pelas pontas com Ayew, e Gyan como referência são as armas da equipe.

Os Estados Unidos vem passando por uma reformulação desde o último. Uma grande perda, é Landon Donovan, considerado o maior jogador norte-americano da história, deixado de lado por Klinsmann em nome da renovação. Uma seleção jovem, com a maioria jogadores que atuam na liga do país, a MLS. Dempsey e Bradley que já rodaram por clubes da Europa, e Altidore, são os destaques do time. A surpreendente qualidade técnica do time no meio-campo, com um bom toque de bola, é o diferencial dos estadunidenses.

Os possíveis 11 iniciais de Gana e Estados Unidos, que jogam na Arena das Dunas em Natal, as 19h00.

Gana: Kwarasey; Afful, Boye, Mensah e Asamoah Kwadwo; Essien, Muntari, Waris, Boateng e André Ayew; Asamoah Gyan.
Técnico: James Appiah.

EUA: Howard; Besler, Beasley, Johnson, Cameron; Bradley, Beckerman, Bedoya, Jones; Dempsey e Altidore.
Técnico: Jürgen Klinsmann.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.