Como no roteiro

2 Comentarios

Seleção tem dificuldade, mas equilibra ações e vence; México joga bonito e é recompensado


Chamou a responsabilidade: com dois gols, Neymar não sentiu o peso da estreia em copas (Foto: VEJA)

Haja coração, amigo! Com direito a playback na apresentação, pombas da paz e pontapé inicial de paraplégico ignorado pelas redes abertas de TV, a seleção brasileira iniciou a caminhada rumo ao hexa com vitória bem pouco convincente. Vamos a uma rápida análise?

Os 3x1 no bom time da Croácia deixaram os torcedores com a pulga atrás da orelha, devido às atuações nada satisfatórias de Paulinho, Hulk e Fred. O volante, sempre perigoso quando sobe ao ataque, dessa vez se limitou a guardar sua posição. A versatilidade deu lugar ao feijão com arroz, mas não conseguiu cobrir as pontas, por onde saiu a maioria das jogadas e o gol dos croatas. Hulk, por sua vez, não foi das melhores opções de ataque, mesmo tentando se movimentar. Por fim, o centroavante do Fluminense se isolou no ataque e não voltou para buscar a bola. Seu melhor momento foi cavar o vergonhoso pênalti que deu à seleção canarinho a dianteira do placar.


Fred se joga na área e árbitro assinala pênalti: atacante pouco apareceu (Foto: Globo.com)

Estes dois últimos jogadores foram preteridos pelo talento individual e pela, vamos dizer assim, maior ganância do craque do time. Neymar, fominha e decisivo, mostrou ter se adaptado muito melhor à camisa amarela do que à azul-grená de seu novo clube. Será que o craque precisa que o time jogue em função dele para exercer todo seu potencial? Sempre bom lembrar que suas melhores partidas pelo Barcelona contaram com a ausência de certo atleta argentino de destaque. Na primeira rodada da Copa, no entanto, a maior revelação recente do futebol brasileiro chamou o jogo pra si, protagonizando lances agudos e indo pra cima da oposição - embora os mergulhos e a 'malandragem' tenham se feito presentes mais uma vez.

O jovem Oscar aparentou sentir a pressão da ocasião, matando alguns ataques no primeiro tempo, mas elevou seu jogo na segunda etapa e foi primordial defensivamente, além de fechar o placar com bonito toque de bico no canto do goleiro Pletikosa - que passou mais segurança aos croatas do que Julio Cesar aos brasileiros, embora tenha permitido o empate em chute defensável. A 'cozinha' da seleção, inclusive, passou por momentos de instabilidade e precisa se encaixar antes de encarar seleções com laterais fortes. Destaques positivos para Luiz Gustavo, que foi seguro e marcou em cima, e David Luiz, cirúrgico e mais maduro do que o habitual, recompondo com agilidade e evitando subir ao ataque de forma destemida, como vinha fazendo. 

A seleção da Croácia é perigosa, com contra-ataques rápidos, escapadas pelas laterais e um dos melhores meios de campo da Europa. Além disso, a história poderia ter sido outra se contassem com o centroavante Mandzukic para a estreia. Mesmo com a derrota, é forte candidata à segunda vaga do grupo. Não que vá ser tarefa fácil: no outro jogo, México venceu Camarões pelo placar mínimo - culpa de uma das piores arbitragens de todas as Copas.


Só um valeu: mexicanos comemoram o gol de Peralta (Foto: Getty Images)

Dois gols legais de Giovani dos Santos foram invalidados por assistentes que, no mínimo, precisam de óculos: o impedimento do primeiro gol até foi erro perdoável, mas assinalar mão no segundo deixou até aquela nossa bandeirinha bonita com vergonha (pra quem só lembra das qualidades visuais da moça, recentemente ela errou seis de sete impedimentos em uma partida do Campeonato Brasileiro). De todo jeito, os norte-americanos dominaram os africanos e impressionaram pelo toque de bola eficaz, evitando chutões e buscando o ataque com muita objetividade. 

Mesmo com o susto da estreia, só louco pra dizer que o Brasil fica de fora; Está no roteiro, desde que descobrimos nossos adversários, lá no sorteio dos grupos. Mas ainda tem muita história a ser escrita. Nos resta saber se o próximo capítulo será escrito de vermelho ou de verde.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

2 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.