Copa da reflexão

Comentarios

Por que no Brasil? 


Aqui não tem ingresso rápido, assento marcado, garantia de produto ou praticidade. 
Aqui não tem estrutura, segurança, hospital ou pronto atendimento.
Aqui o estádio fica na beira da favela. Ou é a favela que fica na sombra do estádio?
Aqui não tem trem de cidade pra cidade, os voos atrasam, as estradas são ruins - aqui não tem autobahn, não senhor.

Por que nós?

Aqui, gringo que se vire pra falar comigo. Estou no meu país! Não vou aprender inglês, espanhol, alemão, japonês não. Nem preciso mesmo. 
Aqui, eu vaio a seleção que está jogando de azul, verde, vermelho, branco, amarelo; Prefiro a outra, a 'zebra'. Mesmo se tiver torcedor da tal seleção favorita por perto, educação e cordialidade não são comigo. Não sou europeu, aqui é Brasilzão!
Aqui, eu mando o Messi, o Maradona, a Dilma e o Galvão lá pr'aquele lugar. Reclamo do governo, da Globo e do Neymar em menos de cinco minutos. E apoio a seleção por menos de cinco minutos também. Eu paguei meu ingresso, oras, tenho o direito.

Por que aqui?

Eu, na minha camisa do Barcelona, canto que sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor. E esse copo de cerveja eu vou deixar aqui mesmo, nem sei onde é o lixo. Depois, vou furar uns cruzamentos na volta pra casa: tenho que chegar rápido, não posso perder a final da NBA. 
Mas e essa Copa, hein? Que beleza, estádios lotados, gramados impecáveis, futebol bonito. Por mim o tal do Campeonato Brasileiro nem volta, é muito ruim. Vai Brasil, rumo ao hexa!

Afinal, por quê?

É, pensando bem, a Copa no Brasil não faz o menor sentido. Nem nos outros países aqui perto. Na África também não fazia muito sentido não. Devia ser lá na Europa todo ano, com dinheiro privado, estrutura condizente e transparência desde o primeiro tijolinho erguido. Com rua limpa e gente educada. Sem filas, sem corrupção. Pensamento um pouco utópico pra ser executado aqui por terras tupiniquins. Só um pouco.

Mas a Copa já está rolando, e eu quero mais é ver gol. Depois a gente volta pra rua e protesta de novo.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.