O que acontece com Pepe?

Comentarios

Bom zagueiro, falha pouco e ganhou os principais títulos da Europa, mas como Pepe entrará para a história?


Seu nome é Képler Laveran Lima Ferreira, mas ninguém o chama assim. Ele é Pepe, simplesmente Pepe, um dos zagueiros mais caros da história do futebol. O alagoano nunca jogou em terras brasileiras, desembarcou no Marítimo em 2001, após sair da base do Corinthians Alagoano, e depois foi para o Porto, onde conquistou dois nacionais, o Mundial de 2004 e alguns outros títulos.  Migrou para o Real Madrid em 2007 por 30 milhões de euros, uma quantia questionável, mas que o colocou no patamar dos grandes zagueiros da sua geração.

Pepe é expulso e prejudica Portugal. Crédito: http://imagens.publico.pt/

Já no Bérnabeu, Pepe apresentou uma face que ficava ocultada pelas atuações com a camisa do Porto, a violência e a capacidade de explodir em segundos. Pepe era, ora um zagueiro seguro que dava liberdade para as subidas dos volantes, ora um distribuidor de patadas e um colecionador de cartões vermelhos. Esse era o Pepe que estávamos acostumados a acompanhar, um Pepe questionado pela incapacidade de jogar mais de cinco jogos seguidos.

E, mesmo assim, sempre se manteve entre os onze galáticos, além de ser convocado para a seleção portuguesa, a qual optou defender. Mas na última temporada vimos um Pepe diferente, centrado, às vezes exagerado, mas não maldoso. Esse Pepe elogiado acabara de ganhar uma Champions League, chegava a sua última Copa (provavelmente) com uma questionadíssima seleção portuguesa contra a Alemanha, com seu meio campo perfeito. E aos 30 minutos, perdendo de 2 a 0, Pepe perde a cabeça. A bomba explode e o que todo mundo ignorava aconteceu. Pepe, após uma divida com Muller, simplesmente vai para cima do alemão e acerta uma cabeçada nele, sem propósito, fora do lance, apenas para intimidar o adversário.

Alagoano foi um dos principais jogadores na conquista da 'la décima'

E lá estava Pepe, em uma das cenas mais tristes da copa, saindo vaiado de cabeça baixa, deixando seu time nas mãos. Acostumamos tanto a ver Pepe terminando os 90 minutos nessa última temporada que nos esquecemos dele saindo para o chuveiro mais cedo. A incredulidade de seus companheiros era visível, Portugal perdido em campo tomava um baile da seleção alemã e Pepe era alvo de piadas na internet. Qual Pepe discutir daqui uns anos? O zagueiro vencedor ou o violento carniceiro que não conseguia terminar uma partida?

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.