Seleção da Rodada

Comentarios
Passada a primeira rodada da Copa do Mundo Fifa 2014, quatro dos colunistas do blog votaram para eleger a seleção da rodada.

Goleiro: Keylor Navas (CRC)
Keylor Navas da Costa Rica foi escolhido como o goleiro da rodada. Sua atuação segura e defesas importantes foram essenciais para que a sua equipe surpreendesse o Uruguai. O goleirão, que atua no Levante da Espanha, tinha a missão de conseguir parar o goleador Cavani, do Paris Saint German, um dos centroavantes mais importantes do futebol atual, e conseguiu. O arqueiro só foi vazado por um penalti, batido pelo próprio Cavani, mas ajudou a garantir a vitória costa-riquenha.
Outros citados: Sérgio Romero (Argentina) e Manuel Neuer (Alemanha)

Lateral Direito: Jérome Boateng (GER)
Jérome Boateng (por desempate) foi escolhido o melhor lateral direito da rodada. Na massacrante goleada alemã sobre Portugal, pouco vimos do lado esquerdo lusitano, que tem a dupla do Real Madrid, Cristiano Ronaldo e Fábio Coentrão. O bom trabalho defensivo de Boateng foi elogiado na partida. Quando Portugal abdicou de atacar, Boateng ficou responsável por colar no melhor do mundo e aparecia, esporadicamente, no ataque.
Outros citados: Ricardo Rodriguez (Suiça), Serge Aurier (Costa do Marfim) e Mauricio Isla (Chile).

Zagueiro: David Luiz (BRA)
A situação poderia ser ainda mais difícil na estreia do Brasil na Copa do Mundo se David Luiz não estivesse numa noite inspirada. Sem culpa no gol, o zagueiro mais caro do futebol apresentou um futebol seguro e não afinou contra o ataque croata. Vencendo todas as bolas aéreas, o jogador deu tranquilidade para que o time pudesse ir atrás da vitória.

Zagueiro: Mats Hummels (GER)
Autor de um gol, o confiável zagueiro do Borussia Dortmund foi eleito para a seleção da rodada com três votos (assim como seu companheiro D. Luiz). O jogador evitou qualquer complicação e marcou de perto os atacantes portugueses. Nas bolas paradas, sempre foi um alvo interessante para os cobradores alemães.
Outros citados: Mario Yepes (Colombia), John Brooks (Estados Unidos)

Lateral Esquerdo: Daley Blind (NED)
Sabe aquele gol antológico de Van Pierse, tudo começou com o cruzamento mais bonito da Copa, pelo menos até agora. Blind foi autor de duas assistências na partida e encantou por participar do histórico lance com um cruzamento longo, praticamente perfeito, que culminou no empate do seu time. Além disso, conseguiu evitar as subidas de César Azpilicueta com certa tranquilidade.
Outros citados: Pablo Armero (COL)

Volante: Luis Gustavo (BRA)
Dizem que volante de contenção joga bem quando você não lembra dele. Luis Gustavo não é o jogador mais badalado da seleção e, tirando Oscar, era o títular mais questionado do plantel de Scolari, mas ele atuou muito bem e foi um dos destaques do Brasil na partida. Sem a mesma pompa de Paulinho, Hernanes e Ramires, o jogador se desdobrou durante os treinamentos e tem a confiança de Felipão. Contra a Croácia deu segurança para o meio campo, marcou o craque Modric de perto e ainda chegou melhor ao ataque do que Paulinho.

Volante: Andrea Pirlo (ITA)
Diziam que Pirlo e Gattuso combinavam como Pizza e Vinho, se isso for verdade, o meio campista da Juventus é o vinho, pois quanto mais velho fica, mais encanta. Dominou o meio campo italiano com tranquilidade, distribuiu o jogo e deu passes precisos aos seus companheiros. E ainda conseguiu dar uma assistência sem ao menos tocar na bola. É uma tristeza saber que os tempos de Pirlo nos gramados está acabando, pois tem mais futebol que a maioria dos jogadores da copa.
Outros citados: Yohan Cabaye (França), Valon Behrami (Suíça), Fernando Gago (ARG) e Toni Kroos (Alemanha)

Meio Campo: James Rodriguez (COL)
O motor colombiano na vitória contra Grécia e principal nome da seleção após a lesão de Falcão Garcia, James Rodriguez é o protagonista da boa equipe dos comandados de José Pekerman. O colombiano marcou o último gol e foi eleito o craque da partida pela Fifa.
Outros citados: Oscar (Brasil) e Giovanni dos Santos (México)

Atacante: Thomas Muller (GER)
Como não escolher o protagonista da goleada da Alemanha sobre Portugal? Com 3 gols, Muller calou os lusitanos e chegou a 8 gols em Copas do Mundo. Artilheiro da última competição, o jogador começou voando e ainda causou a expulsão de Pepe. Sem um centroavante, reside no jovem atacante a missão de fazer os gols para os comandados de Low.

Atacante: Robin Van Persie (NED)
O holandes destruiu Piqué e Sérgio Ramos. A dupla não foi capaz de aprar o artilheiro, que esteve sempre incomodando a zaga e o goleiro Casillas. O atleta ainda fez um belo gol de peixinho, que foi a combinação entre explosão física e uma técnica incrível na hora de cabecear. Questionado após a última temporada, RVP começou a copa sem deixar espaços para dúvidas sobre o seu papel de protagonismo na seleção.

Atacante: Arjen Robben (NED)
Para completar a seleção da rodada, Robben, da Holanda. O Craque, um dos responsáveis pela eliminação do time de Dunga em 2010, infernizou o sistema defensivo espanhol e humilhou a zaga em um dos gols. O carequinha aproveitou para bater o recorde de velocidade de um jogador de futebol e esteve impossível durante o jogo. Os dois gols coroaram sua partida sensacional.
Outros citados: Joel Campbell (Costa Rica)

Decepção: Cristiano Ronaldo (POR)
O melhor jogador do mundo não foi sombra do jogador que é com a camisa do Real Madrid. Embora sempre tenha boas atuações com a esquete lusitana, Ronaldo não apresentou um bom futebol e facilmente caia nas marcações da seleção alemã. Mérito também para Low, que soube como ordenar o time para marcar o craque.
Outros citados: Edison Cavani (Uruguai) e Sérgio 'Kun' Aguero (Argentina)

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.