Uruguai 2 x 1 Inglaterra - Uma vitória à uruguaia

Comentarios

Seria Suarez mais importante que Messi e Neymar?

Texto de Jean Marcel

Suarez, a esperança dos uruguaios na Copa (Foto: AP)

"Jogaremos pelo amor Uruguaio", disse Suarez um dia antes de entrar em campo contra os Ingleses, esses que (tirando os torcedores do Liverpool) o odeiam. Suarez é um personagem, é um mito. Alterna entre o genial atacante que faz gols lindos, feios, enfim, de qualquer jeito, e o polêmico jogador odiado pelas simulações, perseguido pela arbitragem e cheio de polêmicas. Luisito não pode ser omisso.

Em 2010, mesmo com a excelente Copa de Forlán, ele foi o nome da seleção ao colocar a mão e salvando o Uruguai nas quartas de final, contra Gana. Enquanto a maioria dos jogadores optariam por outra atitude, Suarez não teve duvidas, o gol não sairia com ele ali. E foi ali que ele mudou de patamar com a celeste. Se na camisa canarinho está escrito 'Nascido para jogar futebol', na de Suarez deveria estar 'Nascido para jogar pelo Uruguai'. Neymar e Messi figuram como principais em suas seleções, mas a diferença da equipe celeste com e sem Suarez demonstra, claramente, que se Luisito não é o melhor jogador do mundo, pelo menos o mais importante para seus companheiros ele é.

E sem o seu principal jogador (não só pela qualidade), Uruguai perdeu da Costa Rica, foi apático e insonso, tudo o que Suarez não é. Mas nos 90 minutos contra os comandados de Hogdson, os celestes jogaram ao melhor modo uruguaio, jogaram uma final de Libertadores, de Copa América, um jogo de Copa do Mundo. Como não se emocionar com Alvaro Pereira empurrando o médico que indicava sua substituição? Como não se emocionar com o abraço de Tábarez em Muslera após o apito do árbitro? Como não se emocionar com Suarez, com seus dois gols e com os seus gritos de raiva, garra, ódio após o segundo tento?

Nem tudo são flores para os Uruguaios, que enfrentam a Itália pela vaga restante no grupo, com a obrigação de ganhar. O maestro Tabarez insiste em Stuani, mais lento que uma tartaruga manca, e Cavani ainda não apareceu nessa Copa, mas tem futebol para ganhar da Itália e o principal, tem Luis Suarez. E torcemos para que a equipe celeste passe, pois as oitavas merecem Suarez e ele, mais do que ninguém até agora na Copa do Mundo, merece estar nas oitavas.

Luis Suarez, o herói uruguaio (Foto: Michel Filho/Agência O Globo)

Para a Inglaterra, só resta a decepção. Roy Hogdson não é treinador para o English Team, Gerrard (infelizmente) falhou nos dois gols e Rooney não pode ser a principal estrela do time. Os inventores do Futebol precisarão se reinventar para voltarem a incomodar em uma Copa do Mundo.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.