Em busca da oitava

Comentarios
Texto de: Gabriel Panice

Brasil e Alemanha definem amanhã o primeiro finalista da Copa do Mundo. O jogo ocorre no Mineirão, em Belo Horizonte, às 17 horas. Brasil chega sem Neymar, fora do Mundial e o capitão Thiago Silva, suspenso, enquanto a Alemanha sem Mustafi, também de fora da Copa. Os alemães, apesar de atuarem em terras tupiniquins, ainda são considerados favoritos a avançarem.

Ambos têm decepcionado muito na competição. Brasil passou apenas nos pênaltis contra o Chile nas oitavas, enquanto a Alemanha apenas na prorrogação contra a Argélia.
A seleção brasileira está de volta as semifinais após 12 anos e disputa pela décima vez a penúltima fase da competição. Por sua vez, a Alemanha chega a sua quarta semifinal seguida, tendo perdido as duas últimas. Os europeus, que são os que mais disputaram semifinais nas histórias das Copas, irão para a décima segunda.

Com a ausência de Neymar, Felipão tem algumas opções para escalar a equipe. No treino desta segunda, Luiz Gustavo entrou no lugar do craque, dando mais liberdade para Paulinho e Fernandinho. Mantendo assim, Oscar e Hulk abertos e Fred centralizado. Com esse time, Felipão espelha a tática alemã, reforçando o meio campo.

Seleção treina e Felipão mantém mistério (foto: VIPCOMM)

Outra opção, também treinada nesta segunda, é a entrada de Willian no lugar de Paulinho. Dessa forma, o esquema seria o mesmo usado no decorrer da competição. Outra dúvida de Felipão é na lateral direita, Maicon ou Daniel Alves. Este começou como titular no treino, porém foi substituído por Maicon no decorrer da atividade. O Brasil provável: Júlio César; Maicon, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho e Paulinho; Hulk, Fred e Oscar.

Já do lado alemão, Müller deve ser o centroavante, com Özil e Götze abertos. Apenas uma mudança em relação a vitória contra a França. A provável Alemanha é: Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Höwedes; Khedira, Schweinsteiger e Kroos; Götze, Müller e Götze.
Historicamente, Brasil e Alemanha não é um confronto equilibrado. O Brasil tem amplo domínio, 12 vitórias, 5 empates e 4 derrotas. Sendo que as 4 vitórias alemães ocorreram apenas em amistosos.

Em Copas do Mundo, houve apenas um confronto: a final de 2002, vencida pelo Brasil por 2 a 0. Outros três jogos oficiais aconteceram: 4 a 1 para o Brasil no Mundialito de 1980, 4 a 0 na Copa das Confederações de 1999 e 3 a 2 na Copa das Confederações de 2005, na Alemanha.

Se passar o Brasil, teremos uma final inédita em Copas, tanto contra Holanda, tanto contra Argentina. Já se passar a Alemanha, teremos a repetição da final de 1974, quando derrotou a Holanda ou das finais de 86 (perdeu) e 90 (venceu) com a Argentina.

Vale lembrar também, que quem passar para a final será a seleção que mais terá jogado finais na história. Pode ser a oitava para ambas.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.